Views

sexta-feira, 22 de abril de 2022

Pare, ouça e comece a agir: hoje é o Dia da Terra INFO >>




Fontes: Google.com, Público.pt, YouTube.com e Eurocid.mne.gov.pt

22 de abril de 1970 era urgente dar voz ao Planeta no sentido de desejar um futuro onde valha a pena viver.

À data foi escrito e publicado no New York Times um manuscrito que impulsionou um movimento de 20 milhões de pessoas que saíram à rua nos Estados Unidos para lutar pelo ambiente e por um futuro em que se pudesse respirar melhor.

52 anos volvidos, a urgência mantém-se!!! Pandemias, guerras, alterações climáticas, aquecimento global, fusão dos gelos polares, ameaças à biodiversidade, ilhas de plástico/lixo, predação de recursos, falta de água, desflorestação, desertificação, …  são alguns exemplos da emergência sentida, ou seja, os problemas ambientais e civilizacionais persistem.

Mas, se é verdade que desde 1970, muitos indicadores da sua saúde pioraram, tanto na atmosfera, como na terra e nos oceanos … é necessário manter a esperança e vontade de ação para reverter o cenário e aqui, adaptando ideias usadas dos Censos 2021, contámos todos e com todos!


Na notícia publicitada em Publico.pt, clicar na infografia pretendida e ler  informação disponibilizada com os seguintes títulos:

NO INÍCIO ERA A ATMOSFERA

APRENDER A VIVER NUMA TERRA CHEIA DE PESSOAS

OS OCEANOS COMO FUNÇÃO FINAL

José Carlos Costa

quinta-feira, 21 de abril de 2022

Um planeta sem distorções: físicos propõem a adoção de um novo mapa-múndi INFO 1 >>
DISCO DUPLO - O planeta visto do alto de seus dois polos: mapa de pesquisadores americanos mostra a proporção e a distância corretas dos continentes e a dimensão da massa de água - J. Richard Gott/Robert Vanderbei/David Goldberg 

Segundo Sérgio Figueiredo, a ideia é um disco aberto que corrigiria os equívocos do modelo usado da mesma forma há mais de quatro séculos.

 Ao longo dos tempos foram diversos os olhares que o Homem teve sobre a Terra dos quais resultaram diferentes representações, nomeadamente:


          As diferentes representações traduzem leituras distintas da superfície e servem lógicas específicas sustentadas no tempo, mas todas têm distorções cartográficas que importa saber.  INFO 2 >> INFO 3 >> 

José Carlos Costa



 

 

terça-feira, 19 de abril de 2022


Ursos polares ocupam estação meteorológica abandonada na Rússia INFO>>

Wrangel Island



Fonte: cnnportugal.iol.pt e explorersweb.com

Foi em setembro de 2021 que o fotografo russo Dmitry Kokh captou estas fotografias de ursos polares na ilha russa de Wrange que é considerada reserva natural da UNESCO.

Estes animais foram observados numa estação de comboios que está abandonada desde 1992.

Dmitry aprendeu que ursos são animais muito curiosos por natureza e que dificilmente resistem à tentação de abrir portas e janelas quando estão perante elas.

Como entrar na ilha era muito perigoso, o fotógrafo russo recorreu a um drone equipado com hélices de reduzido ruído para capturar estas imagens.

Os ursos polares são normalmente perseguidos, por isso abrigam-se em edifícios para se protegerem dos perigos existentes, daí estarem na estação de comboios deserta.

Na minha opinião, o Homem tem vindo cada vez mais a apoderar-se de espaços naturais, outrora habitados por animais selvagens. Neste caso, considero que não foram os ursos que ocuparam o espaço dos humanos, mas sim, instalaram-se no que era seu por natureza.       

                                                                                          Leonor Moreira, 09 - 9C
 

segunda-feira, 11 de abril de 2022

 

Feliz Páscoa
Fonte: acegif.com

Que nesta Páscoa, apesar da nebulosa que paira sobre a Europa/Mundo, nos permita, em família, ter um espaço de alegria e felicidade e, claro, com amêndoas (de todos os gostos e feitios), ovinhos de chocolate e um ótimo folar, à mistura.

José Carlos Costa

sábado, 9 de abril de 2022

 

Mais pessoas estão a utilizar transportes públicos na Grande Lisboa e no Grande Porto INFO>>


Os transportes urbanos registaram um aumento de passageiros nos últimos tempos. Porém, apesar do que se tem vindo a ouvir, as empresas de transportes visadas na reportagem, consideram prematuro relacionar tal, com o aumento do preço dos combustíveis no país.

Foram comparados, os dados nos diferentes meios de transporte, do início deste ano com o momento análogo do anterior, verificando-se um acréscimo gradual do número de passageiros em todos eles, podendo destacar-se que o metropolitano de Lisboa foi o que registou um maior aumento, ou seja, de 67,9 e 212,3%, respetivamente, em janeiro e fevereiro de 2022. Mas, apesar dos aumentos serem de 202,3%, o número de passageiros continua inferior ao período pré-pandemia.

Este aumento acentuado do número de passageiros pode ser uma consequência, tanto do aumento dos combustíveis como do facto, de que nesta época pós confinamento, as pessoas começam a usar mais os transportes públicos pois acabam por ter menos preocupações com o vírus.

Do meu ponto de vista, este acontecimento pode trazer vantagens para a nossa sociedade, tais como, a diminuição na circulação do número de transportes individuais e a redução do número de congestionamentos nas infraestruturas rodoviárias, com óbvia diminuição da poluição atmosférica, pelo menor consumo de combustíveis, já que mais pessoas partilham o mesmo meio de transporte.

Alexandre Rocha, 01 - 11E1

25 de Abril (50 anos)  INFO >> Fonte: pngtree.com Hino "O Governo do Povo" de Bruno Pernadas, com Orquestra Geração Fonte: ...